O caminho se faz caminhando

Diz a sabedoria popular que não existe caminho, o caminho se faz caminhando. Isso é verdade. Ninguém pode fazer um caminho para nós, asfaltá-lo, sinalizá-lo e dizer-nos: “Esta é a sua rodovia, a sua estrada, vá por ela e boa viagem”. Isto não existe e, se existisse, não seríamos protagonistas da nossa história.

Somos nós que traçamos o nosso caminho, a beleza está justamente na sua originalidade, ou seja, o fato dele ser feito por nós. Ele tem a nossa identidade, é o símbolo da nossa luta, do nosso ideal. Porém, não fazemos isto sozinhos, mas com a ajuda de outras pessoas, pois a sabedoria está em fazer-se ajudar.

São as nossas experiências que vão construindo o nosso jeito de ser.  Muitas vezes, não são positivas, pois nos magoam e desanimam. Contudo, o que não podemos fazer é fugir das dificuldades próprias da vida. Dizia pe. Tiago Alberione que “a única derrota da vida é a fuga diante das dificuldades”. Como exemplo disso, lembramos os grandes líderes que, na maioria das vezes, foram pessoas que lutaram a favor da paz, contra a pobreza, as estruturas sociais e, com muita coragem e ajuda, conseguiram vencer.